­Top Banner Advertisement

 

Secretária recebe sindicato dos peritos oficiais

A secretária da Administração e da Previdência, Dinorah Botto Portugal Nogara, recebeu nesta terça-feira (19) a direção do Sindicato dos Peritos Oficiais e Auxiliares da Perícia do Paraná (Sinpoapar) para conversar sobre questões referentes ao Quadro Próprio de Peritos Oficiais (QPPO).

RS tem déficit de mil servidores no Instituto Geral de Perícias

A falta de servidores no quadro do Instituto Geral de Perícias (IGP) é percebida em todas as regiões do Estado. De acordo com o órgão, a previsão é de que 1,7 mil agentes atuem na área. No entanto, menos de 700 postos estão ocupados, gerando um déficit de mil trabalhadores. As informações são da Rádio Gaúcha.

DeepWeb: o submundo da internet começa a entrar na mira da polícia

Ainda que seja um mundo obscuro e desconhecido por muitos, a Deep Web não é totalmente alheia às leis. Parte desse sistema reúne uma série de crimes que incluem venda de drogas, assassinos de alugueis e até grupos de pedofilias. E seus atores, apesar de se esconderem em um suposto "inviolável anonimato", nem sempre ficam impunes. A punição, no entanto, é muito aquém do necessário, segundo Frederico Meinberg Ceroy, presidente do IBDDIG (Instituto Brasileiro de Direito Digital).

Uberlândia é pioneira em MG no Banco de DNA de criminosos

por Diogo Machado

 

Os condenados por crimes hediondos, como homicídio e estupro, do Presídio Jacy de Assis e da Penitenciária Pimenta da Veiga, farão parte do Banco Nacional de Perfis Genéticos (BNPG). Ao todo, 270 detentos terão o material genético coletado a partir deste mês, cumprindo o determinado pela Lei 12.654 de 2012, que cria o banco de DNA de criminosos. A medida é pioneira no Estado e tem como objetivo auxiliar as investigações de crimes abertos, ou seja, sem suspeitos.

Politec emite primeiro laudo de comparação de locutores

O primeiro laudo de comparação de locutores foi concluído pela Politec no final de outubro e encaminhado à Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso de Várzea Grande. No exame foram analisados sete áudios extraídos de uma gravação telefônica de conversas entre duas pessoas, com o objetivo de determinar se a voz masculina nos diálogos era de um suspeito investigado pelo crime de estupro.

Descoberta nova forma de calcular hora da morte

Descoberta nova forma de calcular hora da morte

O presidente da Associação Portuguesa de Ciências Forenses divulgou este domingo ter desenvolvido, em colaboração com outros investigadores portugueses, dois modelos matemáticos com análise sanguínea para calcular com maior precisão a hora da morte de uma pessoa.

Páginas

Top