­Top Banner Advertisement

 

Foto de Pedritta Garcia
Agosto Lilás: violência contra a mulher tem que ser denunciada

Agosto é o mês em que se comemora a instituição da Lei Maria da Penha, que completa 12 anos esse ano. Por isso, é o mês de reflexão sobre a violência contra a mulher. Violência esta que tem números alarmantes em nosso país e que, diariamente, aparece nos telejornais, nos sites de notícias, nas redes sociais.

Numa época em que muito se fala sobre isso, o Sinpoapar adere à campanha do Agosto Lilás e pede a sua atenção para dados divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Divulgado em 9 de agosto, o Anuário da Segurança Pública de 2018 aponta:

VIOLÊNCIA

• 221.238 casos de violência doméstica em 2017

• ou 606 registros de violência doméstica por dia

• ou 25 casos de violência doméstica por hora

ESTUPRO

• 60.018 registros de estupro em 2017

• ou 6 casos de estupro por hora

• número 8,4% maior que em 2016 (49,4 mil casos)

• apenas 10% dos casos de estupro são comunicados à polícia

FEMINICÍDIO

• 1.133 casos classificados como feminicídio em 2017

• quase o dobro dos casos classificados como feminicídio em 2016 (621 casos)

Esta violência absurda e desenfreada contra a mulher é acompanhada de perto todos os dias, por nós, servidores da perícia oficial do Paraná. Mulheres mortas no nosso estado estão nestas estatísticas. Mulheres como Renata Larissa, Tatiane Spitzner e Andrielly Gonçalves vão fazer parte desses números no levantamento de 2018. E isso tem que acabar.

Veja 10 formas de agir consideradas violência contra a mulher:

1. humilhar, xingar e diminuir a autoestima

2. tirar a liberdade de crença

3. fazer a mulher achar que está ficando louca

4. controlar e oprimir a mulher

5. expor a vida íntima

6. impedir a mulher de prevenir a gravidez ou obrigá-la a abortar

7. forçar atos sexuais desconfortáveis

8. atirar objetos, sacudir e apertar os braços

9. controlar o dinheiro ou reter documentos

10. quebrar objetos da mulher

Se você presenciou ou sabe de alguma mulher que passa por isso: denuncie! Disque 180!

Assessoria de Comunicação - Sinpoapar

  • Comentários

0 Comentários

Top