­Top Banner Advertisement

 

Foto de Fernanda C. O. Tavares
Politec emite primeiro laudo de comparação de locutores

O primeiro laudo de comparação de locutores foi concluído pela Politec no final de outubro e encaminhado à Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso de Várzea Grande. No exame foram analisados sete áudios extraídos de uma gravação telefônica de conversas entre duas pessoas, com o objetivo de determinar se a voz masculina nos diálogos era de um suspeito investigado pelo crime de estupro.

De acordo com o perito criminal Murillo Maciel, as vozes masculinas presentes nos áudios foram caracterizadas após uma análise perceptiva e acústica e por meio de padrões definidos, como maneira de falar, risadas, palavras, vocabulário e construções que se repetiam.

O trabalho demorou um mês para ser concluído. “Após esta fase, os dados foram compilados em uma tabela elencando as convergências e divergências entre as vozes masculinas nos sete áudios’’, explicou.

Conforme o coordenador de Perícias Internas, perito criminal Luiz Vinícius Laborda, a realização deste tipo de análise foi um avanço para a instituição que ainda não possuía servidores capacitados nesta área. “Trata-se de um marco importante, que amplia a carta de serviços da Politec, por se tratar de exame de confronto (comparação de vozes) de elevada complexidade e que até a presente data este exame pericial não era realizado pela instituição”, disse.
Capacitação

O exame foi realizado pelos peritos da Gerência de Perícias em Áudio e Vídeo, após a conclusão de três etapas do 2º Curso Avançado de Comparação de Locutores, realizado na Polícia Federal em agosto deste ano. Participaram do trabalho os peritos criminais Alexandre Festa e Murillo Maciel.

O curso teve a participação de professores de diversas instituições, como o Departamento de Polícia Federal, Institutos Estaduais de Criminalística do Distrito Federal e Rio Grande do Sul, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e do Rio Grande do Sul, Universidade Federal do Espírito Santo, Universidade Estadual de Campinas, Universidade Federal da Paraíba, Universidade de Brasília e do instituto privado Parole Fonoaudiologia.

Na ocasião, foram capacitados 19 profissionais, sendo 12 peritos da Polícia Federal e sete peritos de institutos de criminalísticas estaduais do Distrito Federal, Mato Grosso, Pará e Maranhão.  

Link: http://www.plantaonews.com.br/conteudo/show/secao/35/materia/131833/t/Politec+emite+primeiro+laudo+de+compara%E7%E3o+de+locutores

  • Comentários

0 Comentários

Top