­Top Banner Advertisement

 

Foto de admin
Servidores da Polícia Científica do Paraná aprovam indicativo de greve

O Sindicato dos Peritos Oficiais e Auxiliares do Paraná (Sinpoapar), que representa os servidores da Polícia Científica do Paraná, aprovou um indicativo de greve nesta quinta-feira (6). A ideia é pressionar o governo estadual para que sejam abertas negociações para a realização de concurso público e de promoções que estariam atrasadas.

O presidente do sindicato, Leandro Cerqueira Lima, afirma que a greve pode ser deflagrada a qualquer momento. “Se o governo não se mostrar disposto a negociar, iremos entrar em greve”, afirma. Segundo ele, a promoção dos servidores, prevista na Lei estadual 18.008/2014 desde abril do ano passado, nunca se efetivou. Seriam 96 os servidores que têm esse direito. “O governo prometeu que iria efetivar essas promoções, mas nada se concretizou”, diz Lima.

Outra reivindicação é a realização de concurso público para o cargo de perito oficial e de auxiliar. “O quadro de servidores é o mesmo da década de 80. A sobrecarga de trabalho é enorme. No interior, o perito de plantão sequer tem motorista”, afirma o presidente do sindicato.

Pelos dados do Sinpoapar, em todo o Paraná existem atualmente cerca de 180 peritos criminais na ativa para atender um estado com 10.439.601 milhões de habitantes (dados do último censo), o que resulta uma proporção média de um perito para cada 58 mil habitantes. O ideal era ter um quadro com 600 peritos. “Somando os outros servidores o deficit também é grande”, comenta Lima. No total, são cerca de 350 funcionários e o ideal era ter cerca de mil.

PEC

O sindicato também cobra o encaminhamento de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para regulamentar a Polícia Científica no estado. “Esta proposta reestrutura a Polícia Científica, prevendo a existência de Conselho e Corregedoria próprios, não alterando em nada a sua estrutura nem a remuneração e atribuições de seus servidores”, afirma Lima. Essa proposta já tem parecer favorável da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária (Sesp) - falta o projeto ser encaminhado à Assembleia Legislativa.

Outro lado

A Sesp informa que a realização do concurso público está em andamento. Segundo a assessoria de imprensa da pasta, o processo está em fase interna para a abertura da licitação para contratar a empresa que irá realizar o concurso.O governo do estado informa ainda que a efetivação das promoções dos servidores está em trâmite interno, mas não tem prazos definidos.

 

  • Comentários

0 Comentários

Top